domingo, 6 de dezembro de 2015

NÃO DÁ PRA FAZER 'TERRA ARRASADA', MAS QUE SIRVA DE LIÇÃO!

Nem o bloqueio eficiente da Voleisul funcionou diante do Campinas. Foto: Daniel Nunes
Novo Hamburgo (RS) - A Voleisul/Paquetá Esportes foi derrotada em casa, neste sábado, pelos paulistas do Vôlei Brasil Kirin por 3 sets a 0, parciais de 25/12, 25/16 e 25/16, em partida válida pela sétima rodada do turno da Superliga Masculina de Vôlei. Com a derrota, estacionou nos 11 pontos, perdeu o terceiro lugar e a chance de se aproximar dos líderes Taubaté e Sada/Cruzeiro. A decepção com o resultado tinha no técnico Paulo Roese a sua melhor fotografia. “Não há nada a dizer, não jogamos porcaria nenhuma. Foi uma noite atípica e temos que repensar algumas coisas. A molecada não e tão molecada”, desabafou Roese.

NOTA DO EDITOR: Alô, amigos! Sinceramente, o time da Voleisul foi uma decepção. Fiquei assustado com o que narrei na noite deste sábado no ginásio da Sociedade Ginástica pela Rádio ABC 900 AM. Assim como eu, a maioria dos torcedores foram para ver um jogo que prometia ser bem disputado, afinal, a Voleisul vinha de uma vitória quase consagradora diante de um rival importante como o Canoas. Voleisul e Campinas estariam disputando o terceiro lugar. Mas, todos, inclusive o adversário, foram surpreendidos pelo apatia da equipe hamburguense. Foi sem dúvida a pior partida do time de Novo Hamburgo na Superliga. Porém, na derrota deste sábado temos que levar em consideração algumas situações, como por exemplo, a lesão do oposto Franco, principal atacante do time. Ele se lesionou ainda no primeiro set e não voltou mais. O grupo de jogadores foi escolhido minunciosamente pelos dirigentes e pelo técnico Paulo Roese. Os reforços foram do tamanho da grana da Voleisul. O time é bom, mas fica evidente a falta de reposição. Outro fator para a desgraça diante do Campinas: a prostração da equipe. Os jogadores não fizeram força para tentar reverter, pareciam em outro planeta. Nem mesmo contra o bicampeão mundial, o Sada/Cruzeiro, os jogadores se entregaram tão facilmente como neste sábado. E atitude pelo menos os caras tem que ter! E isso já foi cobrado pelo Paulo Roese. Enfim, não para fazer ´terra arrasada´, mas que sirva de lição para todos! Contra adversários que sabidamente tem mais qualidade, os jogadores precisam ter mais ATITUDE, brigarem mais, falarem entre si! Fica a dica!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...