quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Bento e Voleisul poderiam se unir para jogar a Superliga?

Seria saudável a união em quadra entre Bento Vôlei e Voleisul?
Alô, amigos!
Talvez seja um devaneio da minha parte, porém, acredito que uma união entre a Voleisul, de Novo Hamburgo e Bento Vôlei, de Bento Gonçalves, poderia SALVAR os times e ainda por cima as duas cidades terem jogos da Superliga nesta temporada 2016/17.

Sinceramente, não conversei com nenhuma das partes, nem com o presidente da equipe serrana, Marcos Paulo Machado e nem com o presidente do time hamburguense João Fernando Hartz sobre este assunto. Mas, será que não seria uma alternativa?

Robson Miranda e João Fernando Hartz, dirigentes da Voleisul
Vamos aos fatos que me levam a acreditar que esta UNIÃO poderia ser saudável para ambas as equipes:

1) A Voleisul abriu mão da disputa da próxima Superliga por falta de dinheiro; objetivo atual do clube é o Gauchão e quem sabe a Superliga B em janeiro de 2017. Ou seja, mesmo que queira, agora, jogar a Superliga, não tem mais a vaga;
2) O Bento Vôlei possui a vaga, ainda não abriu mão, mas está sem patrocínio;
3) Unindo os dois times, a vaga estaria garantida;
4) Os dois clubes poderia unir os apoios que possuem para a disputa, talvez até sem depender do Pró-Esporte;
5) As duas cidades, tanto Novo Hamburgo quanto Bento Gonçalves, são apaixonadas por voleibol, embora exista uma enorme rivalidade entre as duas torcidas;
6) A Voleisul já está trabalhando com um grupo de jogadores e o Bento conta com alguns atletas da temporada passada;
7) Montar uma estratégia de marketing desta grandiosa união chamaria atenção, com certeza. Mas claro, os dois times precisam estar saudáveis, ou seja, sem dívidas, para esta união acontecer.

Marcos Paulo Machado é presidente do Bento Vôlei
É de se pensar! Fica a dica para os dirigentes do Bento e Voleisul. Seria possível esta união?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...