domingo, 21 de agosto de 2016

Superação que valeu um ouro!

Jogadores brasileiros comemoram o tri Olímpico. Foto: Reuters
Alô, amigos!
Pra quem conhece voleibol sabe exatamente o que vou escrever! 

Estou extremamente feliz por ter tido o privilégio de ver a nossa seleção brasileira masculina conquistar a terceira medalha de ouro. Em 1992, nas Olimpíadas de Barcelona, o Brasil de Maurício, Carlão, Tande, Marcelo Negrão, Giovane e Paulão com o comando de Zé Roberto Guimarães trazia o primeiro ouro da história para o país. Um time incrível, com grandes craques, que poderiam decidir a qualquer momento.

A segunda medalha de ouro em Jogos Olímpicos veio em 2004, em Atenas. A equipe brasileira já comandada pelo gênio Bernardinho que tinha no time jogadores extraordinários como Ricardinho, Nalbert, Dante, André Heller, Serginho, Gustavo Endres, Giba, André Nascimento. Venceram porque eram grandes craques!

É preciso ressaltar, que a medalha de prata conquistada em 1984, em Los Angeles, também tínhamos uma equipe de gênios, como William, Montanaro, Renan, Bernard, Amauri, Xandó, mas havia o time norte-americano de Karch Kiraly pela frente. 

Embora inferior tecnicamente, seleção possui grandes jogadores como Bruninho e Wallace. Foto: Reuters
Com certeza, a medalha de ouro que temos mais motivos para comemorar é esta, dos Jogos do Rio 2016! Afinal, na minha modesta avaliação, a atual seleção (vencedora é verdade), é a que mais apresenta inferioridade técnica em relação as demais citadas acima, que também levaram o ouro. Inclusive, a seleção de ouro deste ano é inferior a geração de prata. Mas, é vencedora!

E, conquistou o ouro porque tem um gênio no banco de reservas chamado Bernardinho. E porque os jogadores tiveram muita raça, determinação e apoio do torcedor! Sem dúvida, a superação valeu um ouro para o meninos do voleibol. Por isso, que no início, lá em cima, escrevi: pra quem conhece voleibol sabe o que estou escrevendo.

Agradeço ao Serginho por tudo que fez pelo voleibol brasileiro
Quero agradecer a dois personagens históricos do nosso esporte: Bernardinho o líbero Serginho. Os caras, simplesmente, são sensacionais. Foram eles, pra mim, os grandes nomes desta medalha de ouro. Obrigado, Bernardinho! Obrigado, Serginho!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...